O que é a Hipnose?

A hipnose, concretamente a hipnose ericksoniana foi desenvolvida pelo psicoterapeuta americano Milton Hyland Erickson (1901-1980).

Erickson foi psiquiatra e especializou-se em hipnose clínica e terapia familiar. Foi um dos fundadores da Sociedade Americana de Hipnose Clínica, em 1957, e criou ainda o American Journal of Clinical Hypnosis (Revista Americana de Hipnose Clínica).

Para Erickson, toda a pessoa tem guardados em si todos os recursos para as soluções dos seus conflitos. O terapeuta que utiliza a hipnose ericksoniana faz a ponte entre o cliente e tudo o que se encontra guardado no inconsciente.

Cada cliente é único na hipnose ericksoniana e o terapeuta tem em conta os valores, crenças e linguagem do próprio cliente, estabelecendo rapport com ele permitindo trabalhar com uma linguagem metafórica e imaginação para chegar ao inconsciente.

A sessão vai além da linguagem verbal, ou seja, o terapeuta fica atento aos sinais não verbais do cliente, como postura, reações e expressões faciais.

Ninguém é submetido a hipnose contra a sua própria vontade sendo procurada a hipnoterapia para tratamentos de fobias, desíquiibrios psicoemocionais, ansiedade, depressão, luto, memórias traumáticas, vidas passadas, alterações comportamentais como vício de jogo, deixar de fumar, controlo de peso, alto desempenho, entre outras aplicações terapêuticas.